Poem a day – Dia 3 – Espelho

Espelho

Todas as noites ela vinha se olhar no espelho, havia se tornado um hábito quase religioso, apenas a hora que mudava, uns minutos antes hoje, porque fazia frio, uns a mais no verão, porque ela gostava de aproveitar os dias quentes ao máximo.

De perto ela não parecia tão bela, seu reflexo naquele espelho enorme era muito mais garboso e encantador, diziam que muitos foram os que se apaixonaram por sua imagem refletida, poucos loucos se interessavam por ela em si, querendo a ver de perto, como ela realmente era. Mas ela nunca se chateara com isso, continuava deixando que os amantes e artistas admirassem seu reflexo longilíneo.

Naquele reino abrangente e infinito, ela era a única que se deixava ser vista com facilidade, o rei a proibira de mostrar-se durante o dia, ah mas isso apenas a desafiava a aparecer noite após noite para seus súditos, podia sempre ser vista com uma de suas quatro vestimentas tão distintas, cosidas especialmente para seu corpo rechonchudo.

– O rei deitara-se. – Ela percebeu.

E lá corria a lua para a janela, exibir-se do alto para seus minúsculos espectadores, a admirar-se refletida com seus adornos prateados na imensidão do mar escuro.

1ed8b06552dc554d56fbdd12bbaf61e8

Facebook

comentários

2 thoughts on “Poem a day – Dia 3 – Espelho

  1. Oieee minha escritora favorita!!
    Primeiro agradecer pq agora quem foi pro céu fui eu, obrigada, tento sempre ser o mais transparente e espontânea possível com o q sinto quando leio! Que bom que é recíproco pq tb sinto o mesmo quando vc responde meus comentários!:).Realmente dps que nos conhecemos ficou melhor ainda!! rs.Que bom que tivemos essa oportunidade!!
    Segundo, tem gosto pra tudo, pois enquanto eu amei o primeiro tema de “Poem a day”, Vero gostou do segundo!! RS .Tragédia é boa tb, sabe q gosto quando vc coloca nas histórias, mas as vezes dependendo do momento nos identificamos mais com um que com outro! :).
    Gostei do tema do terceiro dia e do vc publicou, me pergunto sempre como vc vai criando, olha pra algo e tem ideias? Ou será com as experiências e lembra de algo ?Ainda pode ser que simplesmente deixa os dedos irem dgitando livremente ?Dps de escrever e vc lê,o q vc pensa? Prefere n fazer senao vai querer melhorar sempre?Gostaria de ler os outros, ta num grupo do poem a day no face tb né? Sabe, ontem indiquei seu blog de novo pra uma amiga de São José-SC.Ela leu” amigos” até cap 20, vai terminar ainda e pedi pra.ler seus textos do poem a day e que ela poderia participar tb já q escreve poemaa as x..mas n publica!:)
    Jogue duro, mas o primeiro tema tá ganhando no meu top (quantos diaa são mesmo? )..rsrs.

    Besitos
    PS:Comendo farinha láctea! Hehehe

    1. é sério isso? sou sua escritora favorita ou é só onda?
      Se for verdade, saiba que é extremamente lisonjeiro esta informação.
      Ficou legal nossa interação depois q nos conhecemos pra valer, né? me sinto mais a vontade contigo.
      eu não consigo planejar uma história sem inserir boas doses de tragédia, e claro, a superação das mesmas.
      vou te confessar uma coisa, mas não conte à ninguém: eu não quero ser conhecida como uma autora q sempre dá final feliz pras histórias, portanto estou pensando num final beeeeem trágico pra próxima história. Só não sei se terei colhões para tanto.
      mas já bolei na minha mente uma morte extremamente trágica. E dramática.
      Sobre o processo criativo para os contos do poemaday, grande parte da inspiração vem de fotos no Pinterest, mas nem sempre. Hj a inspiração veio de um livro que estou lendo, “cartas a um jovem poeta”, do Rilke. ótimo.
      quem é a amiga de São José q vc indicou? curiosa!!
      E incentive ela a participar do poemaday!!
      Serão 30 dias de textos, mas irei criar os textos restantes apenas em agosto.
      Farinha láctea com leite?
      bjos

Deixe seu comentário