Para quem eu escrevo?

sonhoslucidos1_790

Escritores famosos soltaram frases de efeito do tipo “Escreva para você mesmo”, e por um momento ou dois eu acreditei neles.

Desculpe, não escrevo para mim, mas para quem tiver disposição e paciência para me ler. Para atingir pessoas. Para invadir vidas. Arrancar sorrisos. Despertar sentimentos, de várias naturezas. (Eu poderia escrever um post exclusivo sobre como já despertei raiva de leitores, mas fica para depois. Tá, vou apenas mencionar um capítulo chamado “Vermelho” da Lince e a Raposa, que rendeu uma chuva de comentários revoltados (com a vilã), e eu AMEI a reação dos leitores).

Eu escrevo para você, que frequenta meu blog. E para quem me conheceu no AbcLes. E para quem me conhece (oi, prazer, sou a Cris).

Para quem quer uma pequena fuga da realidade, quem deseja mergulhar num mundo fictício que nasceu de algum sonho maluco meu e se tornou um romance do mundo, de todos, porque minhas histórias também são suas.

Eu toco pessoas (no bom sentido) através da escrita. Duas, vinte, ou duzentas. Não importa, eu toco pessoas, eu faço a vida delas um pouquinho melhor, eu as distraio, as entretenho, e puta que o pariu, me sinto o Wolverine! Com mãos diferentes, mãos que deixam marcas nos outros. (Sim, eu estou encarando minhas mãos nesse momento).

A primeira crítica negativa pra valer surgiu quando coloquei um sexo polêmico no Amigos de Aluguel, uma menina me detonou e disse que estava desistindo de me ler (a Lai vai lembrar disso, eu fiquei passada e desabafei com ela), mas foi um teste interessante, minha primeira grande crítica negativa, e eu superei! Aprendi que não agradarei todos, mas venho agradando a maioria, e lhes fazendo bem. A sensação é incrível a cada reação positiva, é mais do que massagem no ego, é sentimento de dever cumprido. “Hoje eu fiz bem à alguém”.

Finalizo essa ode à escrita agradecendo à todos, todos que me leram, mesmo que apenas meus pequenos textos do Poem A Day, ou que leram meus romances de trocentas mil palavras, vocês dedicaram minutos, horas ou dias de suas vidas para ler algo que saiu da minha cabeça. Quer dizer, que saiu do meu coração, porque escrever (para mim) é amor puro, pleno, vem do coração.

2121 tá ficando pronto, e está tão lindo. É mais do que uma história de amor, é um tratado sobre aceitação e autoconhecimento, é sobre respeitar diferenças e entender que sua verdade não é absoluta. É sobre feminismo, sobre religião, sobre sexo, sobre prazer. É polêmico também. Tem cenas fortes, cenas densas e tensas. Tem flashbacks que reviram o estômago. Para quem um dia ler: abra sua mente antes de abrir o livro.

Sim, eu escrevo para você.

Facebook

comentários

10 thoughts on “Para quem eu escrevo?

  1. Cris, se é que posso te chamar assim, fiquei completamente sem palavras o com o que acabei de ler. Você simplesmente consegue nos tocar com sua escrita, leva-nos a um novo mundo onde podemos ser quem quisermos ate mesmo uma das personagens. Agradeço-te por dispor de um pouco do seu tempo para nos presentear com suas historias.

    Um abraço.

  2. Nossa, fico um tempinho fora e quando volto teve até mudança de endereço do site rsrs…Acho legal quando leio uma história da qual tenho diversas reações. Sério, perdi as contas de quantas vezes prendi o ar em uma cena em que, Jennifer ou Anna corriam perigo. Ou das diversas vezes em que estapeei Lina mentalmente. Mas ao final das duas histórias a reação foi a mesma. Uma mistura de alegria e satisfação por ter feito parte desse universo fantástico que você criou para cada uma delas, seguida pela saudade que sentimos dos personagens que aprendemos a gostar capítulo após capítulo (Saudade essa que as vezes sentimos antes mesmo da história acabar), mas valeu a pena, claro que valeu. Sempre haverá críticas negativas, mas estas funcionam como incentivo para melhorarmos (pelo menos pra mim é assim). Então, se você escreve “pra mim”, tudo que tenho a fazer é lhe agradecer. Obrigada Cris, por me proporcionar uma ótima leitura. Bom, acho que já “falei” demais…Até qualquer hora, estarei sempre por aqui de olho nas novidades.
    Ah, já ia esquecendo, não vai esquecer de mim hein, tô louca para ler 2121. Desde já, agradeço.
    Abraços.

    1. Olá Glenda!
      Te passei o link e a senha de 2121 por e-mail, obrigada pelo interesse!
      Agora ficou mais fácil de me encontrar, basta decorar meu sobrenome que é super simples, e colocar o .com.br no final. 😉
      É uma delícia ouvir esse tipo de relato que você fez, das sensações que você teve lendo minhas histórias, missão cumprida total. Eu tb sinto tudo isso enquanto escrevo, você não faz ideia do quanto foi difícil escrever a frase “e jennifer havia morrido”. Quase morri junto.
      Em breve vou postar o capítulo bônus, reunindo as 2 histórias, daí vamos matar um pouco a saudade dessas quatro.
      A primeira crítica realmente negativa doeu, não vou negar, depois até vieram algumas críticas parecidas, mas eu já estava mais preparada, acho que agora tenho mais facilidade em compreender o que as pessoas sentem do outro lado, nem todo leitor é igual, nem todos recebem da mesma forma, estou aprendendo isso. Muito obrigada pelo apoio!
      E aqui nesse blog ninguém nunca fala demais, então puxe a cadeira e fique a vontade.
      Beijos!

  3. Acho lindo a forma que descreve o que significa suas obras pra vc. Li seus dois romances e posso dizer – principalmente pelo segundo – que foi como se realmente escrevesse pra mim tal qual a história me envolveu. Se o segredo é escrever para o leitor, obrigada por escrever “para mim”. No fim das contar quem tem que agradecer pelo privilégio de ler suas obras somos nós leitores fascinados pelos seus escritos. Parabéns pelo seu trabalho que é lindo, digno de prêmios. Espero em breve poder ter o prazer de ler 2121, se não for aqui no blog, quem sabe impresso?
    Beijo e novamente parabéns pelo seu dom de envolver as pessoas através das palavras.
    Grande abraço

  4. Oi Cris,
    Eu tenho estado na moita desde que me deparei com “Amigos de Aluguel” no ABCLes. Eu fiquei tão impressionada com sua escrita que até dei uma segunda chance pra “A Lince e a Raposa” e acompanhei ambos até o final, (não sou muito fã de épicos ou contos futurescos).
    Senti-me no dever de te escrever quando li que você se chateou com o que a leitora disse. Confesso que me senti culpada também por que não é de hoje que estou ensaiando pra te escrever e parabeniza-la e agradecê-la pelos seus textos.
    Eu sou o que as pessoas costumam chamar de bissexual, mas biafetiva ou queer é como eu me descrevo (em caso de a pessoa querer muito colar um rotulo na minha testa, rs). Quando me deparei com “Amigos” no ABCLes eu torci muito para que você tivesse muitas leitoras e quem sabe assim, suavizar um pouco esse preconceito que ronda os bissexuais.
    Eu sou leitora do ABCLes faz muuuuuito tempo. Creio que desde que criaram o site. Nunca li uma estória sequer que abordasse a bissexualidade do jeito que você fez em Amigos de Aluguel. Eu adorei a maneira suave que você tratou o assunto sem aquele ressentimento e repulsa contra os garotos da estória que sempre encontrei nos outros contos. Paul era uma cara legal, sensível, divertido, etc. Por se tratar de um conto voltado ao publico lésbico, confesso que várias vezes eu temi pelo destino de Paul. Logicamente eu estava torcendo pela final Nina+Alice mas tinha medo de a qualquer momento vê-lo saindo humilhado da estória, o que com certeza iria me deixar muito decepcionada com a autora.
    Bom, como todos sabemos o final do conto foi sublime!
    Você definitivamente ganhou uma leitora pra vida toda. Sempre visito seu blog pra saber o que você anda aprontando.
    Muito obrigada por ter me “tocado” muitas vezes e sempre positivamente!
    GRande abraço!!!

  5. Oi…
    Você se tornou uma das minhas autoras favoritas, gosto muito de ler seus textos, são muito bons… São engraçados e excitantes, deixam a gente pensando horas…. Pelo menos e assim pra mim… Gostaria muito de ler 2121, estou ansiosa… Espero ter esse privilégio… Você é demais….

  6. Acabei de ler "A lince e a raposa", isto depois de já ter lido "Amigos de Aluguer" e confesso que estou sentindo um certo vazio, ainda tentei diminuir a velocidade da minha leitura, mas não deu, é impossível não devorar no, bom sentido, tudo o que é escrito por si. Adorei cada história, vivi intensamente cada capítulo e agora parece que me falta algo, dei por mim a pensar… e agora o que é que eu vou fazer???? Não há mais nada para ler???? Socorroooo… Utilizando as suas palavras “Hoje eu fiz bem à alguém”, só posso dizer que sim! Efetivamente desde de dezembro do ano passado (quando a descobri no abcles e gentilmente enviou-me os link para acompanhar o seu maravilhoso trabalho) tem me feito muito feliz. Obrigada. Mesmo!!!

  7. Nossa e realmente vc escreve lindamente pra alegrar nossoa dias pq ja me emocionou com esse texto tão profundo. Escutei até sua voz rs.E sim, suas histórias são um remédio pra minha alma, ja disse e repito!
    Realmente agradar a todos é algo impossível pq somos diferentes e criamos milhões de histórias dentro da mesma enquanto estamos lendo e qndo n é oq esperamos nos frustamos e coitada da escritora q n tem culpa se criamos expectativas por conta própria e bumm.Sim, me lembro do caso da menina que fez um comentário q te quebrou por um tempo, mas qndo fazemos algo pro público é assim, temos q esperar todo tido de reação pq a outra pessoa tb ta ali na história e coloca td de si ali..o importante é q teve mais coisas lindas que feias rs.E serve de aprendizado tb as reações q n queremos. .
    Sou suspeita ,mas suas mãos são mágicas. ..sinto até q se vc me tocar (no bom sentido rs), verei imagens de histórias da sua cabeça!!
    Serio dps de te conhecer , de ler sus histórias n posso dizer outra coisa q:Vc nasceu pra isso, pra escrever, pra curar as pessoas con sua escrita..eé terapia puraa!!! E digo q ja to com abstinência, venha logo o 2121!!! Vou fazer 2×1,3×1…sei la qntos por 1…e sei q vou viver grandes emoções. .vai ser bíblia puraa os comentários. Preparada? ?
    Ah, obrigada..nn sabia q escrevia pra mim!! Me sintido agora.Eu to lendo. .eentao é prq mim! Hahahahaha.
    AGRADEÇO em nome de todas as leitoras que por algum motivo n vão poder te deixar msg;)
    Beijokasss

  8. Cara, se vc soubesse quantas vezes eu quis te matar por quase matar a Jennifer ou me deixar apreensiva com as inconstâncias da Lina, não dá nem pra contar nos dedos. E no final sabe o que eu acho disso tudo? Uma maravilha, pode me matar de raiva quantas vezes vc quiser, adoro sentir emoções conflitantes… bjos

Deixe seu comentário