Definições de formatos de narrativas

ordering-f4-lg

Muita gente se confunde com as definições na hora de se referir à algum texto, inclusive escritores às vezes se perdem nestas classificações, como eu já me perdi.

Resolvi pesquisar sobre o assunto e fazer um resumo das classificações, utilizando principalmente a medição da extensão física. A maior fonte destes dados foi o blog da escritora portuguesa Sara Farinha, um excelente blog sobre escrita, que já li de cabo a rabo:

Miniconto – entre 100 e 1000 palavras: No miniconto a tarefa principal é sugerir, confiando na necessidade do leitor de preencher as elipses narrativas e entender, assim, a história subjacente.

Conto (short story) – até 7.500 palavras: História curta com poucos personagens, com uma ideia central que é desenvolvida ao longo da narrativa.

Novela (novella), entre 20.000 a 40.000 palavras: História de maior extensão que o conto, com mais personagens. A narrativa é rápida, com episódios que se sucedem em arcos curtos de história, que podem se conectar ou não a um arco maior, envolvendo as personagens principais.

Romance (novel) –  mais de 40.000 palavras: As 70.000 e 80.000 palavras são o tamanho mais seguro para publicação. É uma narrativa sobre um acontecimento ficcional no qual são representados aspectos da vida pessoal, familiar ou social de uma ou várias personagens, não necessariamente com a temática romântica. Gira em torno de vários conflitos, sendo um principal e os demais secundários, formando assim o enredo. Há grande preocupação com a psicologia das personagens, a verossimilhança e a coerência narrativa.

Fanfic – tamanho variável: São contos (ou romances) escrito por fãs, não necessariamente contando a mesma história dos animes, séries, mangás, livros, filmes ou histórias em quadrinho, mas que fazem referência ao assunto específico. Os autores das fic’s são chamados de Fictores.

Crônica – A crônica é um texto mais informal que trabalha aspectos da vida cotidiana, muitas vezes num tom muito “sutil”, o cronista faz uma espécie de denúncia contra os problemas sociais através do poder da linguagem.

Fábula – Geralmente composta por personagens representados na figura de animais, é de caráter pedagógico, pois transmite noções de cunho moral e ético. Quando são representadas por personagens inanimados, recebe o nome de Apólogo, mas a intenção é a mesma da fábula.

good-to-know_o_2194697

Após submeter minhas duas histórias à esta análise, temos a classificação delas: Amigos de Aluguel já chegou nas 80 mil palavras, A Lince e a Raposa está passando de 170 mil palavras, ambas são totalmente originais, então ambas são Romances. Mas podem chamar de história também.

Para ter um comparativo, cada livro da série Jogos Vorazes tem 100 mil palavras.

Post sobre o assunto, do blog da Sara Farinha: sarinhafarinha.wordpress.com/2012/07/13/recursos-do-escritor-os-diferentes-formatos-da-narrativa-literaria/

Facebook

comentários

2 thoughts on “Definições de formatos de narrativas

  1. aeee,mas vc pensa que lendo de primeiro vou gravar,sabe qantas xli no fator x a iferenca de conto e historia,até hnaa,mas,vo favoritar esse post aqui e lerei sempre,assim,quem sabe,de tanto ler eu gravo,assimilo,aprendo,decoro ou algo desse tipo!!
    ok,aprendi ao menos q seus dois últimos ´´ contos,histórias sao romances!!hihihih

    beijundaaa

Deixe seu comentário